Select Page

Seleccionado

Prémio de Pintura Abel Manta 2019

 

por Alexandre Coxo, 18 de Maio de 2019

Na edição deste ano 2019 do Prémio de Pintura Abel Manta tive a honra de estar mais uma vez presente na exposição do Museu do Município de Gouveia.

A direção do Museu optou por uma nova forma de exposição, tendo selecionado apenas 8 artistas e os seus trabalhos para estarem presentes na exposição.

Este novo formato é mais exigente quer na selecção quer na preparação da própria exposição. Facto que me deixa particularmente orgulhoso por esta selecção.

A imagem apresenta a pintura que recebeu a distinção. O título é “Tiro – Um Homem Que Consegue Mudar 7 ou Uma breve Reflexão Sobre as Alterações Climáticas ou Um Por do Sol”, é uma pintura a óleo sobre linho, com 120cm x 12cm x 4cm.

Esta pintura pertence à série “Tiro – Um Homem Que Consegue Mudar” que tenho desenvolvido no último ano e que faço acompanhar do  poema que dá nome à série e que foi escrito pelo meu amigo Daniel Sousa:

“Um Homem que consegue mudar
Só e a sua arte
Para dela fazer
A solidão de quem a vê
Transmitida pelo saber
De quem pode escolher
A sua causa,
Enigmática,
Com doces preconceitos
Molda a visão e o mundo
Molda a solidão de quem vê
Torna-o livre e profundo
Torna-o num Homem
Num Homem que tudo vê.”

A pintura selecionada tem uma particularidade relativamente às restantes da série. O seu desenvolvimento teve como objetivo responder ao contexto de concurso a partir da temática actual, as Alterações Climáticas. Neste caso optei por uma paisagem de por do sol à beira mar, acrescendo assim à imagem o significado de algo que termina mas que pode renascer nas nossas mãos. Reforcei ainda este ambiguidade de leitura com um título mais extenso: “Tiro – Um Homem Que Consegue Mudar 7 ou Uma breve Reflexão Sobre as Alterações Climáticas ou Um Por do Sol”. 

Poderá ver outras pinturas desta série no Início do site. Basta clicar aqui.

Dou, naturalmente, os meus parabéns à vencedora Fátima Teles.

Na imagem-link ao lado encontrará mais informação sobre o Prémio.

 

Alexandre-coxo-gif